NOTÍCIAS

Sociedade Zé da Luz e Academia de Cordel expandem projeto Biblioteca Livre em Bananeiras e Solânea

O Projeto Biblioteca Livre, da Sociedade Cultural Poeta Zé da Luz e Academia de Cordel do Vale do Paraíba, terá mais dois pontos de troca de livros nas cidades de Solânea e Bananeiras, no brejo da Paraíba. Em Solânea, o projeto será instalado no Empório do Campo, sob a responsabilidade do poeta Baracho, e em Bananeiras no Cantinho da Serra, com a atriz e artesã Iana Rafaela.

O projeto de compartilhamento de livros nasceu em 2016 por iniciativa do produtor cultural Fábio Mozart, com foco no estímulo, do hábito da leitura a partir de troca de livros sem burocracia. O projeto tem pontos em João Pessoa, no prédio da Justiça Federal e no Fórum Cível da capital paraibana. “Nossa ideia é espalhar estantes de troca de livros por vários pontos, colocando livros à disposição do público, dentro da proposta de compartilhamento, de forma gratuita”, explica Mozart. A iniciativa também tem apoio da Rádio DiarioPB, que fornece os banners. “Mantemos o acervo através de doações e as estantes são construídas por meio de financiamento colaborativo entre alguns amigos do livro”, disse Mozart. .

A empresária e artesã Iana Rafaela foi a primeira a aderir à iniciativa em Bananeiras, onde algumas lojas e farmácias já se preparam para implantar a estante de troca de livros em seus espaços. “Eu acho que o projeto agrega valor ao nosso empreendimento comercial, não custa nada e ajuda na disseminação dessa prática básica e fundamental para a cidadania que é o incentivo à leitura, nesses tempos em que a variedade de recursos tecnológicos e audiovisuais afasta a juventude dos livros”, avalia Rafaela.

Segundo Nini Soares, presidente da Sociedade Cultural Poeta Zé da Luz, o projeto Biblioteca Livre já foi implantado em Itabaiana, no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, mas, quando não foi mais possível manter o espaço físico, a estante de troca de livros foi desativada. “Em 2022, esperamos conseguir uma sala e parceiros para retomar o projeto”, afirmou. Para ela, um dos objetivos da entidade que preside é justamente despertar o gosto pela leitura e pelas artes em geral e disseminar informações nas diversas áreas do conhecimento para contribuir na promoção de desenvolvimento humano, cultural e a inclusão social da comunidade.

Baracho é dono de uma loja de hortifruti em Solânea e foi o primeiro empresário da cidade a aderir ao projeto Biblioteca Livre

 

Fabio Mozart

Sociedade Cultural Poeta Zé da Luz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar