NOTÍCIAS

Folheto de Fábio Mozart recebe prêmio da prefeitura de Bananeiras (PB)

O cordelista Fábio Mozart foi contemplado no Edital Mestra Dona Terezinha, da Secretaria de Cultura em Bananeiras, com vídeo-biografia onde ressalta a produção do folheto “Cordel para Bananeiras”. A Comissão de avaliação reconheceu que a produção do cordelista e escritor pernambucano, radicado na Paraíba, “contribui para identidade cultural de Bananeiras nos diversos segmentos, especificamente na cultura popular”. O Edital Mestra Dona Terezinha faz parte da Lei Aldir Blanc, tendo como princípio a valorização do trabalho dos artistas no intuito de promover a diversidade artística e cultural de Bananeiras.

O Edital homenageia a “Mestra Dona Terezinha”, contadora de história residente no sitio Goiamunduba no Município de Bananeiras, uma referência do patrimônio imaterial, que no seu terreiro possibilita a preservação da memória com suas lendas e fatos de várias épocas. Nascida em 1932, no Sítio Goiamunduba, em Bananeiras, Paraíba, Mestra Teresinha é contadora de história. Nessa localidade ela nasceu, cresceu, casou e teve os seus nove filhos.

Fábio Mozart é membro efetivo e fundador da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, atualmente radicado em Bananeiras, fundador e atual secretário da Sociedade Cultural Poeta Zé da Luz. Autor de mais de três dezenas de folhetos de cordel, tem como referência neste gênero o Prêmio Patativa do Assaré de Literatura de Cordel do Ministério da Cultura. Conforme a Comissão do Prêmio “Mestra Dona Terezinha”, o trabalho de Mozart “tem caráter inovador como integração entre culturais de tradição oral com a educação formal e as novas tecnologias sociais e culturais, além de fortalecer as identidades culturais e contribuir para a difusão e promoção do patrimônio cultural material e imaterial”.

 

Fabio Mozart

Sociedade Cultural Poeta Zé da Luz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar